A curiosidade sobre vidas extra-terrestres já ultrapassa os limites da imaginação humana. E o oposto, será que existes? Imaginem só, outro planeta, outra estrutura social e política, outros seres. Digamos que exista uma ordem de ascensão. Então, num determinado momento, o Presidente do Mundo, supremo à todos, decide enviar tropas para uma investigação científica e de amizade à Terra.

Considerando que esses seres são muito mais evoluídos que nós reles terráqueos, o que será que eles pensariam sobre nosso planeta, tecnologia, sociedade e afins? Pense que você é esse presidente, como a Terra pareceria para você, um ser altamente elevado e benevolente?

Pois bem, nossa redação selecionou um lista com seis projetos espaciais que farão você, enquanto Presidente do Mundo, desejar nunca ter conhecido nosso planeta.

6. As guerras espaciais estão logo ali

01.-2-600x450

Você não é mais o Presidente do Mundo, agora é um do líderes que coordenam as naves que vieram em missão para a Terra. Acabou de sair do hiperespaço, todo deformado por causa de um buraco de minhoca, logo na vizinhança da órbita terrestre. Só que, ao invés de recrutar uma equipe para recolher amostras e sondar um caipira ou dois, você é obrigado a reunir todas as “mãos” possíveis à bordo para limpar as estações de batalha. Isso porque todo o mármore azul-verde é completamente cercado por droids espaciais hostis.

Mas não estamos falando sobre o acúmulo de detritos espaciais, que poderia facilmente ser confundido com restos de uma espécie de guerra cataclísmica entre robôs. E sim do fato de que a guerra no espaço está se tornando, rapidamente, uma realidade.

Alguns cenários, ainda mais inquietantes, podem-se ver naves espaciais aprontando satélites espaciais com tinta spray sobre todo seu sistema óptico, ou lutando fisicamente contra um T-800, deixado sem supervisão próximo a um ingênuo Johnny Five “Só quero ser amigo”.

02.-1-600x375

Em uma reviravolta nada surpreendente, China e Rússia estão à frente das tecnologiascounterspace. Esse termo, cheio de nove horas, é usado apenas dizer que esses países estão gastando fortunas em hardwares que são projetados com o objetivo de “destruir, danificar, interferir no reconhecimento do inimigo e satélites de comunicação”, para “cegar e ensurdecer”. E no caso de você estar se sentindo confuso, esses “inimigos” são todos que fazem parte do fã clube do Tio Sam.

E não é nada precipitado dizer que num futuro cósmico não muito distante, centenas de engenhocas metálicas estarão em posição de flanco, prontos para abater fisicamente uns aos outros, como se fosse um filme ruim do Hugh Jackman. Embora nossa espécie seja vista, por quem vê de fora, com capacidade de um certo nível de inteligência, também poderá ser visto como aquela que tende a ficar unânime em votos “sim” num tribunal exterminador intergaláctico.

5. Transformar Marte na nova Terra

Eventualmente, o dia em que nós, seres humanos, precisaremos tomar uma decisão fatal: deixar o planeta na tentativa de fazer com que a espécie sobreviva ou investir em alguns casacos pesados para quando os raios de sol começarem a atingir fatalmente o planeta.

Talvez você já tenha até ouvido falar no conceito de Terraform (terraformação), que consiste em tentar utilizar o cosmos ao nosso bel-prazer, a partir da engenharia genética e biologia sintética. Longa história, mas isso quer dizer que os militares estão trabalhando arduamente para criarem plantas, bactérias e algas que possam desencadear na superfície marciana, para torná-la habitável aos seres humanos.

04-33-600x200

A terraformação de um planeta com a utilização de bactérias humanas amigáveis parece ok na teoria, mas como exatamente pretende-se mudar para essas novas colônias depois que as revestirmos? Sério, quantos filmes de ficção científica e terror já vimos, no quais os resultados foram bastante trágicos?

E tenha em mente que a primeira impressão de uma inteligência extraterrestre pode ter de nós, pode não ser através de um encontro cara a cara, mas sim a partir de monstros que foram semeados por toda a galáxia conhecida. Imagine o que você, como um líder dessa inteligência, reagiria. Consegue ver a si não chamando reforços da sua versão deComando da Frota Estelar para enfrentar a ameaça da raça humana?

4. Os dois sóis de Marte

Algumas pessoas sugerem que o famoso empresário Elon Musk possui todas as características de um supervilão. Mas é exatamente como os gênios visionários tem sido percebidos em suas vidas. Na verdade, pessoas como ele são geralmente nobres benfeitores que esperam nada em troca, a não ser colaborar com o avanço do conhecimento e inovar as maneiras de beneficiar a humanidade. Não é como se o homem estivesse planejando bombardear Marte e instigar a criação de novos sóis.

Musk já deixou clara sua fascinação sobre Marte e tem certeza de que nosso destino será lá, provavelmente entre as abominações mutantes que mencionamos acima. O que diferencia Elon do vasto rebanho de sonhadores que observam as estrelas é o fato de que ele está elaborando um plano de ação. Ou reação (no sentido de fissão), uma vez que irá envolver o lançamento de bombas nucleares maciças para agilizar o processo de aquecimento global.

A intenção não é impactar a superfície do planeta. A teoria é que, se várias bombas de fusão, muito grandes para nossos padrões, mas muito pequenas para os padrões de calamidade, fossem lançadas próximas aos pólos de Marte, resultariam na criação de minúsculos sóis, temporários.

Quando lance Ulanoff, de Mashable, perguntou à Musk se estava animado com a descoberta de água em Marte, durante um evento recente em Manhattan, a resposta foi “Sim, isso é bom.”, e seguiu com uma descrição detalhada sobre sua teoria do “juízo final”, terraformação e as estratégias para o planeta vermelho.

3. Exército de Aranhas

10.-7-600x200

Uma vez amarrado com sucesso um satélite em um foguete e posto em órbita, fim de história. Isso se você não contar com as chuvas periódicas de fogo e detritos metálicos. Os satélites são praticamente objetos de “dispare e esqueça”. Isso porque a manutenção desses dispositivos necessita de equipes de manutenção, que realizariam uma tarefa gigantesca. E é por isso que começaram o desenvolvimento de aranhas espaciais robóticas.

11.

Esses droids aracnídeos são chamados de teias de aranha, e vem fazendo o trabalho de construção e reparação de satélites para nós, lá em cima. Isso significa que será possível lançarmos o equivalente a um conjunto dentro de um pacote ou impressos em 3D que quisermos, ilegalmente para o espaço, e essas teias de aranha serão capazes de construí-los. Em outras palavras, de acordo com seus criadores, nós vamos ser capazes de “lançar o processo, não o produto”.

E se você acreditava que estaria morto há muito tempo antes da fabricação de insetos-droids, muito engana-se. Eles já estão sendo construídos. Inclusive é interessante mencionar os vermes robôs submersíveis que estão sendo planejados para envio aos oceanos de Saturno.

2. A arma espacial

13.-1-600x200

A Estrela da Morte não surgiu do dia para a noite. Com certeza houveram inúmeros protótipos e experimentos falhos antes de o Império adquirir capacidade de nível inexplicável, num planeta que não possuía um único Ewok ou Gungan vivendo nele. Vejamos, talvez uma arma espacial?

Inspirada no filme Marvin, o Marciano, uma empresa robótica está desenvolvendo uma arma para uso em estudos de asteróides. A lógica é de que precisamos aprender sobre rochas espaciais para a utilização em missões futuras, mas o recolhimento das amostras é o que dificulta. Não podemos prever o quão grande e pesadas elas são, ou se são feitas de substâncias gelatinosas, por exemplo.

Essa arma irá atirar três diferentes tipos de projéteis em uma rocha para poder descobrir com qual tipo de rocha estaremos lidando. Adoravelmente, as primeiras bolinhas são como as de paintball. Se racharem, espalhando tinta, saberemos o quão duras elas são. Em seguida a arma robô tentará fotografar uma bola de borracha. A velocidade de recuperação da bola vai dizer aos cientistas algo sobre o quão forte a rocha é. E, finalmente, atirar uma bala, supostamente para que possamos obter informações sobre a densidade do  asteróide.

Por agora, a arma não pode explodir asteróides em pedacinhos, no estilo Atari. Mas a quem estamos enganando? Nós sabemos o que está por vir. É apenas uma questão de tempo antes que haja sistemas secundários a serem postos em prática.

1. A primeira reação ao ver aliens é matá-los

Temos sidos bisbilhoteiros em Marte já há algu tempo, os robôs que enviamos para lá estão constantemente em busca de sinais de vida. As chances de nos depararmos com algo balançando ou pulsante são pequenas, apesar de tudo.

16.-1-600x200

De acordo com um relatório da NBC, o Rover Curiosity, está se comportando de maneira homicida. Aparentemente um dos alvos principais do Rover é um mineral chamado Jarosite, que pode ser um indicador de presença de vida orgânica. A fim de encontrar este mineral, o Curiosity realiza testes por “aquecimentos flash” no solo, um método conhecido por não ser muito propício à manutenção da vida. Ou seja, durante o processo de busca, ele pode eliminar o que procura.

Apesar de ciente, a Nasa acredita que não influenciará totalmente no processo de busca.

Então pessoal, gostaram da visão exterior? O que acham desses projetos? Comentem com a gente.

Anúncios